Marta.jpg

MARTA SUZI, Bahia

Fotografia

YéYé Omó Ejá – Mãe dos Filhos Peixe

O ensaio foi realizado no registro de festas de Iemanjá na Cidade do Salvador e Itaparica-Bahia, buscando traduzir esse sagrado feminino, a delicadeza do ofertar, a entrega e crença na ancestralidade Iorubá, tão presente na Bahia e Brasil. O trabalho apresenta uma áurea poética e desperta emoções e a curiosidade quanto a origem desse sincretismo, razão da fé que atravessa mães e séculos.

MINI BIO

Administradora, com 30 anos no exercício de Gestão de Empresas, em 2015 assumiu a fotografia,

realizando um mergulho na formação técnica; visitando eventos populares para registro documental da diversidade do povo e seus costumes, a sua relação com a natureza - principal fonte de inspiração e expressão -, vindo a imprimir uma linguagem artística e desruptiva autoral, através de pesquisas na área da arte – sob construção de novos significados, levados a algumas paredes para decoração de ambientes e exposições.

Atualmente Membro do Salvador Foto Clube como Diretora do Conselho Fiscal – biênio 2020-2021; participou das exposições coletivas:
Caminhos do Sertão (2018 – Salvador-Ba);
Mar da Bahia (2018 – Salvador-Ba);

Baiana - Iê Acarajé Iê Abará; (2019 – Salvador-Ba);
Cores, Amores, Recantos...Bahia (2020 – MAM - Salvador-Ba);
Salvador do Povo, de Lina de Todos os Santos (2020 – MAM - Salvador-Ba);
Exposição no Agosto das Artes pela Doc-Expoe (2020 – Salvador-Ba);
Participação em co-autoria no Livro ArteGente – SobreGentes Editora, lançado em 2020;
Exposição Coletiva YéYé Omó Ejá – Mãe dos Filhos Peixe, Galeria Fragmentos – Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana (2021 – Salvador-Ba)