Yohana Oizumi.jpg


SOBRE

Em “Sub Versões”, eu me deito sobre um corpo feito de argila que foi construído a partir do molde de gesso do meu próprio corpo. A primeira ação é desconstruir a forma com meu peso e movimentos contidos. Os olhos permanecem fechados e a respiração é sufocante. Depois de um tempo eu me levanto e ergo comigo esta massa desmembrada e amontoo na vertical como um totem. Neste momento começa uma luta mais intensa em que meus movimentos são mais livres e os olhos estão abertos. Há chutes, socos, arranhões, pisadas, abraços, amassos e escavações. E ao final há uma figura também feminina com traços de seios, cabeça, tronco e o centro oco. Porém tem minhas marcas, minhas garras. E me sinto mais identificada do que no começo, quando a forma era bela, fria e morta.

Na série Getsemani, ao invés de me projetar na matéria como um outro corpo, eu coloco em meu colo, a argila e investigo de fora para dentro. Getsemani do hebraico significa “Lugar de prensa”. É o nome do jardim que está no Monte das Oliveiras onde Cristo fez sua última oração antes de morrer. Assim como se prensa a azeitona para encontrar sua essência, o azeite, a obra realiza de forma poética esta mesma ação.  

Do pó ao pulso é uma performance / instalação que apresento como fotografia. Em um espaço de 9 metros quadrados eu construo um círculo de argila crua de 1,5m de raio, que é o quanto eu meço. Juntamente coloco minhas roupas intimas e papeis. O título é uma invocação das mortes para as vidas.

 

MINI BIO

Yohana Oizumi (Rubiataba GO, vive e trabalha em São Paulo) 

É graduada em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (2019). Prioriza em suas pesquisas a vivência e a observação da transformação de materialidades e de si mesma. Por meio da performance, desenho, fotografia e escultura ela propõe provocações de possíveis leituras críticas a respeito de projeções sensoriais do desconstruir, reconstruir e ressignificar. 

Foi finalista do PRÊMIO DASARTES 2021 e eleita Artist of The Month pela ArtConnect Magazine Berlim. Foi contemplada pelo EDITAL FAMA Meios e Processos 2020. Tem participado de exposições nacionais e internacionais como; (Brasil) Subsolo Laboratório de Artes, Museu de Belas Artes de São Paulo, Instituto Tomie Ohtake Núcleo de Cultura, Casa Contemporânea, Goethe Institut. (Portugal) Galeria Ocupa, Centro para os Assuntos de Artes e Arquitectura. (Alemanha) NEXT MUSEUM IO . (Itália) Millepiani. (Cuba) FIVAC. (Coréia do Sul). CICA MUSEUM. (Rússia) BadArt. (Lituania) Šiluva Art biennial’21“Touched Land”.