# 36  exposição virtual

 

YÊ, YÊ OMO EJÁ - mãe dos filhos peixe

 

 

Exposição Virtual

Yê, YÊ, OMO EJÁ- mãe dos filhos peixe

 

Em constante diálogo entre culturas e territórios artísticos, a Eixo reúne aqui o trabalho de quatro fotógrafas. Unidas pelo interesse em torno do mito de Yemanjá, Ana Kruschewsky, Marta Suzi, Nayara Rangel e Vânia Viana aproximam-se com suas produções , buscando identificar os significados emprestados à divindade africana Yorubá, em território baiano, considerando a abrangência do mito entre devotos e não devotos das religiões afro-brasileiras.
 

Pensando na potência contemporânea dessas imagens, a exposição Yê, Yê OMO EJÁ - Mãe dos filhos peixe, traz a força ancestral feminina, representada aqui pela Rainha do Mar, mãe de todos os Orixás. São muitos nomes para uma só divindade:  Iemanjá, Sereia do Mar, Princesa ou Rainha do Mar, Inaé, Mucunã, Dandalunda, Janaína, Marabô, Princesa de Aiocá, Sereia, Maria, Ode Iyá, Dona Iemanjá.

Todos representam o poder progenitor feminino da maternidade universal. Pierre Verger em seu livro Dieux d'Afrique, registra: "é o orixá das águas doces e salgadas dos ebás...” Para as artistas, nosso entendimento desse arquétipo materno se movimenta em tantos sentidos e significados quanto os que lhe são atribuídos.

 

Serviço:

Exposição coletiva EIXO 2021

Abertura: 03 de agosto de 2021

Local: www.eixoarte.com

Informações: eixoarte@gmail.com

Visitação: online 24 horas

 

 

Organização EIXO Arte Contemporânea

Idealização e coordenação Sara Figueiredo.