Vitor Mazon.jpg


SOBRE

 

Em muitos mitos de criação, da tradição judaico-cristã a contos das Filipinas e da América Latina, a água tem uma importância significativa como uma força da natureza que existia antes da própria criação. É dessas águas escuras que muitos deuses e consequentemente todas as formas de vida emergem. Ao mesmo tempo em que esses mitos, de diferentes partes do mundo, apresentam elementos que se relacionam, todas essas histórias também podem ser relacionadas às teorias científicas que propõem que toda a vida surgiu no mar. I

 

Dessas reflexões sobre aspectos universais da mitologia e teorias científicas, nasce a série "Caos", que compõem um trabalho maior, ainda em desenvolvimento, onde busco uma forma de (re)criar uma conexão com o mundo natural que não seja filtrada pelas óticas liberais, ocidentais e antropocêntricas. Procuro construir uma narrativa, que parta das mitologias, mas não exclua entendimentos da ciência que constituem a grande história dos cosmos.

 

Mini Bio

 

Vitor Mazon, 1987, é um fotógrafo que cresceu e vive em São Paulo, Brasil. Em seu trabalho ele busca usar a paisagem como um ponto de partida para traçar relações entre mitologias, questões contemporâneas e a construção de uma cosmogonia pessoal.

 

Vitor Mazon é formado em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, com especialização em fotojornalismo pela Spéos Paris École de Photographie (Paris, França).

 

Em 2017 participou da residência artística na Islândia, organizada

 

pela galeria Light Grey Art Lab. Em 2020 foi um dos selecionados

 

na convocatória do Festival de Fotografia de Paranapiacaba.