RoseAguiar.jpg

TRABALHOS

Águas em movimento, a calmaria das águas ou águas torrenciais; águas tocadas pelo vento, estilhaçadas como vidro pelo efeito da luz ou multicoloridas em seu efeito espectral – Não importa! Nisso tudo há a presença de dois elementos essenciais ao meu trabalho: água e luz! E é através da linguagem fotográfica que percebo todo esse estranhamento e interferências, químicas e físicas, sobre o elemento essencial, que compõe a matéria da vida. Eu busco a água em todas as suas vertentes, na diversidade das horas, na intempestividade do acaso de um dado momento. Empresto o meu olhar artístico, ampliado pela lente da câmera de um celular, para enxergar a água em todas as suas formas possíveis, porque mesmo sendo uma, ela é muitas, portanto plural. Mas porque ficou cristalizada na imagem que a fixou, será única, portanto singular. Essas imagens captadas ao longo da pesquisa, produtos do encontro da criatividade do artista com a ilusão de ótica, conformam a minha investigação. As imagens que emergem das águas abrem espaço para construções visuais de linhas e espaços metafóricos abertos, múltiplos e improváveis que só o observador poderá construir ou desconstruir.

Série "Visita a pinacoteca"

As fotos foram realizadas para exposição na Pinacoteca Rubem Berta, o tema sendo a própria pinacoteca. Após conseguir fotos do local, foram impressas e interferidas com água e fotografadas novamente para criar uma cianotipia. Isso a partir de uma transparência em negativo em um papel sensibilizado que, ao ser colocado juntamente com a transparência com negativo no sol por 15 minutos e depois lavado em água corrente, cria a cianotipia.

Visita a pinacoteca I - 2022

Cianotipia s/ papel de algodão e fotografia interferida com água, 22x40 cm.

Visita a pinacoteca II - 2022

Cianotipia s/ papel de algodão e fotografia interferida com água, 22,5x40 cm.

Visita a pinacoteca III - 2022

Cianotipia s/ papel de algodão e fotografia interferida com água, 22x40 cm.

Visita a pinacoteca IV - 2022

Fotografia interferida com água, 22x40 cm.

Visita a pinacoteca V - 2022

Fotografia interferida com água, 22x40 cm.

Visita a pinacoteca VI - 2022

Fotografia interferida com água, 40x28,5 cm

MINI BIO

Rose Aguiar é artista visual, brasileira, e vive em Nova Friburgo, RJ. Graduada em Artes (Educação Artística) no Bennett e possui três pós -graduações (Universo, UNIRIO e UNB) na mesma área. Trabalha com desenho, xilogravura, aquarela e fotografia há mais de 40 anos e atualmente sua pesquisa se volta para a fotografia, com tema ÁGUA, com imagens que instiguem e causem estranhamento no espectador. Realizou exposições individuais e coletivas no Brasil (Fortaleza, Goiás, São Paulo, Porto de Galinhas, Rio de Janeiro e Nova Friburgo) no Exterior (Nova York, Portugal, Osaka, Paris, Palermo, Milão). Participou de Exposições pelo MUSA Contemporary Art durante 4 anos em diversas cidades europeias e com a Galeria Heclectik Art. Trabalhou durante 30 anos como professora de artes na Rede estadual de Ensino em Nova Friburgo (IENF). Teve como mestres, Ivan Serpa, Lydio Bandeira de Melo, Eduardo Sued, Antônio Grosso e Chalib Jabour, orientação de Lia do Rio, Marcia Zoé Ramos, Marília Jaci, Sara Figueiredo. Participou de duas imersões artísticas, na França e em Lumiar – RJ. Publicou livro de fotografias “ÁGUA VIVA "e “ALQUIMIA DA IMAGEM”. Exposições individuais no SESC Nova Friburgo, Usina Cultural ENERGISA – Nova Friburgo, RJ. Coletivas virtuais e presenciais na Galeria EIXO e Galeria ZAGUT – RJ. Fez parte do dos Processos Artísicos -1 da EIXO. Fez parte da Casa Tato4. Residência Artística na Casa da Escada Colorida.