Raí Mihi.jpg

RAí, Paraná

Pintura

Em 2020, voltei-me para um desejo antigo de buscar a obliteração de minha existência nas minhas obras, mesmo que por um instante, através da imersão em representações pictóricas e abstratas de sentimentos e memórias; desta intenção deriva não somente os trabalhos desta exposição, mas também a principal poética de todo meu trabalho. Procuro pela imensidão (a verdadeira face de um sentimento é sempre uma imersão dolorosa na imensidão) e pela sensação de obliteração que encontro pelo processo de pintura; pela transparência e justaposição de camadas (memórias e sensações empilhadas uma sobre as outras); pelo que se esvai mas permanece visível (como o próprio passado, e a memória que tento capturar), como uma cicatriz; e, principalmente, procuro por uma investigação de diferentes expressões da intimidade, utilizando-me de cores e texturas e aplicações de tinta (a tudo atribuo um ou outro sentimento); disso resulta o ar atmosférico das telas — uma tentativa de desaparecer entre a fluidez da dimensão, sem deixar de lado o toque gentil e íntimo da memória.

MINI BIO

Raí Mihi nasceu no interior de São Paulo em 1998. Reside atualmente em Londrina, Paraná, onde estuda Letras/Português na UEL. Através da pintura, explora representações da memória, da intimidade e do esquecimento.

(Texto extraído do portfólio do artista)

 

Observação da organização:

Os trabalhos expostos na exposição virtual, podem sofrer alterações de tamanho para não ficarem prejudicados a visualização pela web.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube