Luís Só.jpg

LUíS SÓ, São Paulo

Pintura

Mini Biografia

Ex-Gaúcho, agora cidadão do mundo, formado em Ed, Física (ULBRA/ RS), também cursou Design Gráfico (Estácio de Sá/RJ) e Artes (EAV do Parque Lage). Luís Só é artista multimídia, vocalista na "Nicolas não tem Banda", em 2014 veio para São Paulo, uniu-se ao Coletivo Andróides Andrógenos, e outros coletivos da cidade, para fundarem a Ocupação Artística Ouvidor 63, onde ficou até o primeiro semestre de 2019. Sua arte tem inspiração lowbrow, movimento underground de artes visuais que surgiu em Los Angeles (EUA) no final da década de 1970 também conhecido como surrealismo pop. A poética de Só tem influências da música, cultura afro, poesia, mídia, livros, bad painting, esquizofrenia e afins.

Atualmente o artista faz residência artística no Estúdio Lâmina (SP), espaço de arte independente, e onde surgiu a idéia da Ocupação Ouvidor 63, enfim, em 2021 o artista completa um ciclo de sete anos na maior cidade da América do Sul.

Sobre os trabalhos selecionados

Meus trabalhos selecionados foram produzidos entre o final do segundo semestre de 2019, e o primeiro semestre de 2020, fazem parte de um período conturbado da minha vida pessoal e artística, que culminou com uma pandemia mundial. Essas experiências deram origem a duas séries chamadas: Nem todo mundo brilha no escuro, e #quarentimes, elas falam visualmente sobre os sentimentos manifestados em mim nesse período, trazem muitas lembranças cruzadas, soltas na beleza efêmera do tempo, frases, fragmentos do meu cotidiano, poesia pigmentada, talento, e amor.

(Texto extraído do portfólio da artista)

 

Observação da organização:

Os trabalhos expostos na exposição virtual, podem sofrer alterações de tamanho para não ficarem prejudicados a visualização pela web.