Glória Conforto.jpg

GLÓRIA CONFORTO, Rio de Janeiro

pintura

Arquiteta graduada na FAU-URFJ, seria inevitável imprimir sua percepção espacial nos trabalhos. Entretanto a abordagem revelada nesses trabalhos prioriza as manchas e a busca do uso refinado da cor para desvelar paisagens e construções imaginativas ao invés de seguir um pensamento racional nestas construções, seguindo numa aproximação das pinturas românticas ao buscar o sublime. A natureza é exaltada em sua grandeza mesmo que num ambiente onírico ou irreal. As paletas cromáticas se espalham para criar uma ambiência no local pintado - como Paul Cézanne afirmava: “entre o objeto e o pintor se interpõe um plano, a atmosfera” - ainda que esta atmosfera seja de um lugar imaginado, ou metamorfoseado pela imaginação. Ao contrário da arquitetura, a busca não é simular o real, mas materializar cenários de um universo particular. 

As obras tanto na técnica de óleo quanto na têmpera se debruçam nas harmonias entre as cores, intensas como força de tensão da pintura. Mais uma vez podemos nos remeter a uma anotação de Cézanne: “A luz não existe para o pintor, tem que ser substituída por outra coisa, a cor”.

Nas aquarelas destaca-se também a maneira como ficam enfatizados os vazios que devem falar tanto quanto as áreas pintadas com sutilezas cromáticas, e que devem ressaltar os gestos de domínio do pincel. A luminosidade e fluidez do material permitem a descoberta do mágico que existe em cada cena provocando no observador evocações e emoções que complementam os significados de cada imagem, cada paisagem seguindo o ritmo que as cores impõem.

MINI BIO

Arquiteta formada pela FAU/UFRJ, atuou na área de projetos de arquitetura e de meio ambiente. Em paralelo se dedicou ao desenho, desenvolvendo e aprimorando a técnica e meios de expressão. Frequentou cursos livres com o artista e professor Amador Perez, e na EAV com Gianguido Bonfantti, e com os aquarelistas Cesc Farre e Javier Zorrilla.

De 2010 a 2014 desenvolve pesquisas com a cor e na técnica de pastel oleoso no Atelier do artista Orlando Mollica e, posteriormente com o artista e professor Bernardo Magina. A partir de 2014 intensifica o aprimoramento da técnica de aquarela. No início de 2018 vem desenvolvendo seus trabalhos a óleo sobre tela.

Na sua obra, a expressão artística que se iniciou pelo desenho, passou a aprimorar a técnica de pastel oleoso sobre papel e da aquarela, na busca das formas pela cor. Num processo de ruptura com todo seu trabalho anterior, privilegiou as massas de cor e sua dinâmica de vibração, que ditavam a própria composição, de forma espontânea, criando um universo vibrante, buscando como linguagem, antes de tudo, a luminosidade e fluidez proporcionadas pelo material criando composições e paisagens mágicas, na descoberta do onírico e mágico que existe por trás de cada cena. O trabalho embora transite no universo figurativo, não pretende representar a realidade, mas usar das paisagens fantasiosas para criar emoção pelas formas e vibração sugeridas pelas cores.

Desde 2018 vem apresentando seus trabalhos em exposições coletivas, individuais e virtuais como nas Galerias EIXO, Galeria Zagut, CasaEXPO SP, Pequena Galeria, Centro Cultural Museu dos Correios, DF, Centro Cultural Casa Amarela, Galeria Vitória Iate Club RJ.

Com mais de 40 (quarenta) obras adquiridas por colecionadores privados, no Rio, São Paulo e Belo Horizonte, vem divulgando seu trabalho principalmente nas mídias sociais, em especial através do Instagram @confortogloria. Tem 10 (dez) trabalhos na ARTSY, www.artsy.net/artist/gloria-conforto/works-for-sale .

(Texto extraído do portfólio da artista)

 

Observação da organização:

Os trabalhos expostos na exposição virtual, podem sofrer alterações de tamanho para não ficarem prejudicados a visualização pela web.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube